Diario da Hiperactividade de uma Ana...: 1 Mulher... sim, uma Jovem (Q.B.)... 1 Mae... 1 Amante...1 Amiga...!

31
Out 05
Enquanto espero ansiosamente pelos resultados de tão competitivo mercado de trabalho... como desempregada desejando o activo... li e gostei do que disse Joshua...
só falta mm a oportunidade para por em prática...

"Os desafios tornam a vida interessante, ultrapassá-los dá-lhes sentido"

Joshua L.
publicado por Ana às 16:39

21
Out 05
Não gosto nada das mensagens de alerta falsos, mas este sim é importante.

SE UM HOMEM TE BATER À TUA PORTA E DISSER QUE ESTA A FAZER UM ESTUDO PARA A
MARCA CHUPA-CHUPS" E TE PEDIR QUE LHE fAÇAS UM BROCHE, NÃO O FAÇAS!!!
NÃO LHA CHUPES!!! É UMA FARSA !!!
O TIPO NÃO TRABALHA PARA A CHUPA-CHUPS, MAS SIM PARA A SUGUS !!

Passa à maior quantidade de gente possivel, para que se saiba universalmente.
Espero não ter chegado tarde demais, só Deus sabe que nos podería ter passado
se não tivessemos recebido este alerta...

Assinado:
Uma Loira.
publicado por Ana às 19:26

20
Out 05
Alguém me pode explicar...

"Se o cú é mais pequeno que a boca, porque é que o supositório é maior que um comprimido???".
publicado por Ana às 01:13

19
Out 05
Consciência pesada é um problema sério...

Um casal estava dormindo profundamente como inocentes bebés.

De repente, lá pelas três horas da manhã, escutam ruídos fora do quarto.

A mulher sobressaltada e, totalmente espantada diz para o homem:
- "Aaaaaiiiiiii, deve ser o meu marido!!!"

O Homem levanta-se espantadíssimo e nu, pula como pode pela janela e cai em
cima de uma planta com espinhos. Em poucos segundos volta e diz:
- "Olha lá sua Desgraçada... o teu marido sou eu!!!"

- "É ?!?!? E saltaste a janela por quê?"

publicado por Ana às 10:57

17
Out 05
Parabéns Madú....
Bezunto-me com açucar e tu pela 1ª vez com perfume? lol :)?

1 ano Bodas de Papel
2 anos Bodas de Algodão
3 anos Bodas de Trigo ou Couro
4 anos Bodas de Flores e Frutas ou Cera
5 anos Bodas de Madeira ou Ferro
6 anos Bodas de Perfume ou Açúcar
7 anos Bodas de Latão ou Lã
8 anos Bodas de Papoula ou Barro
9 anos Bodas de Cerâmica ou Vime
10 anos Bodas de Estanho ou Zinco
11 anos Bodas de Aço
12 anos Bodas de Seda ou Onix
13 anos Bodas de Linho ou Renda
14 anos Bodas de Marfim
15 anos Bodas de Cristal
16 anos Bodas de Safira ou Turmalina
17 anos Bodas de Rosa
18 anos Bodas de Turquesa
19 anos Bodas de Cretone ou Água Marinha
20 anos Bodas de Porcelana
21 anos Bodas de Zircão
22 anos Bodas de Louça
23 anos Bodas de Palha
24 anos Bodas de Opala
25 anos Bodas de Prata
26 anos Bodas de Alexandrita
27 anos Bodas de Crisopázio
28 anos Bodas de Hematita
29 anos Bodas de Erva
30 anos Bodas de Pérola
31 anos Bodas de Nácar
32 anos Bodas de Pinho
33 anos Bodas de Crizo
34 anos Bodas de Oliveira
35 anos Bodas de Coral
36 anos Bodas de Cedro
37 anos Bodas de Aventurina
38 anos Bodas de Carvalho
39 anos Bodas de Mármore
40 anos Bodas de Rubi ou Esmeralda
41 anos Bodas de Seda
42 anos Bodas de Prata Dourada
43 anos Bodas de Azeriche
44 anos Bodas de Carbonato
45 anos Bodas de Platina ou Safira
46 anos Bodas de Alabastro
47 anos Bodas de Jaspe
48 anos Bodas de Granito
49 anos Bodas de Heliotrópio
50 anos Bodas de Ouro
51 anos Bodas de Bronze
52 anos Bodas de Argila
53 anos Bodas de Antimônio
54 anos Bodas de Níquel
55 anos Bodas de Ametista
56 anos Bodas de Malaquita
57 anos Bodas de Lápis Lazuli
58 anos Bodas de Vidro
59 anos Bodas de Cereja
60 anos Bodas de Diamante ou Jade
61 anos Bodas de Cobre
62 anos Bodas de Telurita
63 anos Bodas de Sândalo
64 anos Bodas de Fabulita
65 anos Bodas de Ferro ou Safira
66 anos Bodas de Ébano
67 anos Bodas de Neve
68 anos Bodas de Chumbo
69 anos Bodas de Mercúrio
70 anos Bodas de Vinho
75 anos Bodas de Brilhante ou Alabastre
80 anos Bodas de Nogueira ou Carvalho
publicado por Ana às 17:14

16
Out 05
ELOGIO AO AMOR - Miguel Esteves Cardoso in Expresso
Date: Fri, 16 Sep 2005

Quero fazer o elogio do amor puro. Parece-me que já ninguém se apaixona de
verdade. Já ninguém quer viver um amor impossível. Já ninguém aceita amar
sem uma razão. Hoje as pessoas apaixonam-se por uma questão de prática.
Porque dá jeito. Porque são colegas e estão ali mesmo ao lado.
Porque se dão bem e não se chateiam muito. Porque faz sentido. Porque é
mais barato, por causa da casa. Por causa da cama. Por causa das cuecas e
das calças e das contas da lavandaria.

Hoje em dia as pessoas fazem contratos pré-nupciais, discutem tudo de
antemão, fazem planos e à mínima merdinha entram logo em "diálogo". O amor
passou a ser passível de ser combinado. Os amantes tornaram-se sócios.
Reunem-se, discutem problemas, tomam decisões. O amor transformou-se numa
variante psico-sócio-bio-ecológica de camaradagem. A paixão, que devia ser
desmedida, é na medida do possível. O amor tornou-se uma questão prática. O
resultado é que as pessoas, em vez de se apaixonarem de verdade, ficam
"praticamente" apaixonadas.

Eu quero fazer o elogio do amor puro, do amor cego, do amor estúpido, do
amor doente, do único amor verdadeiro que há¡ estou farto de conversas,
farto de compreensões, farto de conveniências de serviço. Nunca vi
namorados tão embrutecidos, tão cobardes e tão comodistas como os de hoje.
Incapazes de um gesto largo, de correr um risco, de um rasgo de ousadia,
são uma raça de telefoneiros e capangas de cantina, malta do "tá¡ tudo bem,
tudo bem", tomadores de bicas, alcançadores de compromissos, banalidades,
borra-botas, matadores do romance, romanticidas. Já ninguém se apaixona? Já
ninguém aceita a paixão pura, a saudade sem fim, a tristeza, o
desequilíbrio, o medo, o custo, o amor, a doença que é como um cancro a
comer-nos o coração e que nos canta no peito ao mesmo tempo?

O amor é uma coisa, a vida é outra. O amor não é para ser uma ajudinha. Não
é para ser o alívio, o repouso, o intervalo, a pancadinha nas costas, a
pausa que refresca, o pronto-socorro da tortuosa estrada da vida, o nosso
"dá lá um jeitinho sentimental". Odeio esta mania contemporânea por sopas e
descanso. Odeio os novos casalinhos. Para onde quer que se olhe, já não se
vê romance, gritaria, maluquice, facada, abraços, flores. O amor fechou a
loja. Foi trespassada ao pessoal da pantufa e da serenidade. Amor é amor. É
essa beleza. É esse perigo. O nosso amor não é para nos compreender, não é
para nos ajudar, não é para nos fazer felizes. Tanto pode como não pode.
Tanto faz. É uma questão de azar. O nosso amor não é para nos amar, para
nos levar de repente ao céu, a tempo ainda de apanhar um bocadinho de
inferno aberto.

O amor é uma coisa, a vida é outra. A vida às vezes mata o amor. A
"vidinha" é uma convivência assassina. O amor puro não é um meio, não é um
fim, não é um princípio, não é um destino. O amor puro é uma condição. Tem
tanto a ver com a vida de cada um como o clima. O amor não se percebe. Não
dá para perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa
alma. É a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe,
não apanha, não larga, não compreende. O amor é uma verdade. É por isso que
a ilusão é necessária. A ilusão é bonita, não faz mal. Que se invente e
minta e sonhe o que quiser. O amor é uma coisa, a vida é outra. A realidade
pode matar, o amor é mais bonito que a vida. A vida que se lixe. Num
momento, num olhar, o coração apanha-se para sempre. Ama-se alguém. Por
muito longe, por muito difícil, por muito desesperadamente. O coração
guarda o que se nos escapa das mãos. E durante o dia e durante a vida,
quando não esta lá¡ quem se ama, não é ela que nos acompanha - é o nosso
amor, o amor que se lhe tem.

Não é para perceber. É sinal de amor puro não se perceber, amar e não se
ter, querer e não guardar a esperança, doer sem ficar magoado, viver
sozinho, triste, mas mais acompanhado de quem vive feliz. Não se pode
ceder. Não se pode resistir.

A vida é uma coisa, o amor é outra. A vida dura a vida inteira, o amor não.
Só um mundo de amor pode durar a vida inteira. E valê-la também.

Ana
publicado por Ana às 15:02

14
Out 05

"Quando eu te encontrar, vou te possuir

Quando eu te encontrar...

Vou te levar para cama

Sem pedir licença

Tocar-te todo o corpo

E, sadicamente, possuir-te-ei !

Vou te deixar com uma enorme

Sensação de cansaço.

Lentamente...

Vou te fazer sentir arrepios,

Fazer-te suar

Profundamente!

Irás gemer,

Deixar-te-ei ofegante,

Tirar-te-ei o ar,

A tua cabeça irá girar.

Da cama não conseguirás sair !

E quando eu terminar,

Irei

embora sem me despedir

Com a certeza de que voltarei !


Assinado:

A Gripe."
publicado por Ana às 00:23

13
Out 05
luaousol.jpg

Adoro a alegria que nos transmite o sol e o mistério da luz da lua...
Lembro-me de ser pequenina e em todos os desenhos fazer obrigatoriamente...um Sol...de inicio com riscos...depois já mais elaborados com largos triângulos maiores e menores como raios :)
Bem também fazia sempre flores (mas isso deve-se ao facto de ser menina acho...)
Adorava perceber o porquê de muitas coisas...acho que devia ter seguido Psicologia...
Hoje a rica filha Bekas trouxe um desenho com o sol e a mãmã. Parece que adivinha, ou é genético ou apenas uma coincidência...
Bem... o sol era tão grande mas tão grande que eu tava com um tamanho equivalente a uma flor ou mesmo à relva :) lol
BJú!
publicado por Ana às 00:01

10
Out 05
Palminhas.bmp

Palminhas à linda vila (parece uma aldeia) de Zambujeira do Mar...
S. Teotónio tb não está nada mal ;)

Poix é...eu e as ricas filhas fomos lá passar este lindo fim de semana!

Pacata, apesar de muito turistica esta Zambujeira!!!!

Não conhecia... bonitos restaurantes mesmo com vista pró mar...comemos lá umas farófias...como já não comia à anoooos!!!

As fotos virão com o mado... dum pontão...Sardão (acho...)

Depois os anos da rica comadre em Setubal...
Sinto sempre que a seguir a um fim de semana nosso deveria haver ...só mais um dia!!!!

Mas vale a pena o cansaço...da viagem, das noites mal dormidas, da rave do pessoal do filme... vale sempre o cansaço, por tudo o que conhecemos... este filme tem pessoas porreiras...algumas estranhas, ah... mas a maioria é porreira, sim :)!
E já tá as eleições tb...!
Justo ou não.... ?!!!?

publicado por Ana às 00:09

07
Out 05
Ter duas gájas a dormir à meia-noite!!!!
Não é todos os dias!
Mesmo contente...até me apetece acordá-las aos beijos de agradecimento...!
Depois de terminar um longo dia, com montes de afazares, é reconfortante... vou aproveitar e por um biberón praparadinho para a habitual hora: 04h00m!

E.......... ricas filhas Amo-vos tanto: mais que a mim, mais que tudo, muito mais (L)!!!


View image
publicado por Ana às 00:10

Outubro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
15

18
22

23
24
25
26
27
28
29

30


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO